Estratégia Empresarial Durante Pandemia

Qual Estratégia Usar Durante a Pandemia

by Luis A. Luize

Este tempo que estamos vivendo agora é muito diferente de qualquer outro que possamos ter vivido.

Falando com um empresário a algumas semanas atrás, ele me disse:

— Luis, desta vez estou menos preocupado do que em 2015.

E ele continuou explicando: 

— Naquela época era minha empresa que passava dificuldade, hoje é o Brasil todo!

E é uma verdade, estamos todos nós juntos nisto precisamos de alguma forma colocar em prática estratégias que possam nos ajudar a manter nossos empreendimentos em funcionamento.

Principais Estratégias

Neste momento é imprescindível:

  1. AUMENTAR RECEITA
  2. ANTECIPAR RECEBIMENTOS
  3. RECEBER ATRASADOS
  4. DIMINUIR DESPESAS
  5. NEGOCIAR PAGAMENTOS

Então vamos detalhar cada um deles.

1. AUMENTAR RECEITA

Nem todos seus clientes estão parados ou fechados temporariamente. Então, liste todos seus clientes em operação e o que você já tem pronto na sua empresa / em estoque que possa ser faturado a eles.

Se o produto já está em estoque, é mais caro mante-lo parado do que vender por um pequeno valor a menos mas com prazo mais curto. Então, pense na possibilidade de oferecer estes produtos com um pouquinho de desconto mas reduzindo um pouco o prazo.

Como muitos clientes estão comprando somente o necessário, você pode diminuir seu valor mínimo de venda para atender somente o que estão precisando. Neste caso, você pode até pedir pagamento antecipado ou à vista.

Também pode fazer uma abordagem por telefone e por e-mail oferecendo os produtos em estoque.

Aos clientes que solicitaram prorrogação você pode modificar sua politica comercial temporariamente, solicitando o pagamento total ou parcial à vista.

Como muitas empresas pararam ou fecharam definitivamente, há clientes em busca de novos fornecedores e podem te contatar. Neste caso, cliente novo, adote a política de fazer as 3 primeiras vendas somente à vista.

Estas medidas simples podem te ajudar a levantar o faturamento neste momento.

2. ANTECIPAR RECEBIMENTOS

Estudar a possibilidade de diminuir os prazos de pagamento. Por exemplo, se você vendia com 24/48 dias, mude para 14/28/35 dias. Isto fará com que receba antes e consiga girar o caixa.

3. RECEBER ATRASADOS

Liste todos os valores pendentes a receber. Ligue para cada cliente e explique sua situação atual, primeiro contextualizando com a situação nacional e mundial.

Negocie com os clientes de maneira mais aberta e transparente, eu creio que este método funciona bem melhor.

Procure antecipar ao máximo os recebimentos e se perceber que o cliente está disposto a pagar se tiver algum benefício, ofereça um pequeno desconto para antecipar o pagamento.

4. DIMINUIR DESPESAS

Liste todas as despesas da empresa e analise as possíveis reduções.

No caso dos funcionários, você pode, conforme MP 936/20, reduzir a jornada para: 25%, 50%, 70% ou afastar totalmente. Isto vale para o período de até 60 dias ou antes se sairmos do estado de calamidade.

Nestes casos, a empresa pagará a sua parte conforme percentual acima e o restante o governo complementará.

Também é possível dispensar funcionários pelo artigo 502 da CLT (força maior), desde que não tenha colocado nenhum funcionário em redução. Neste caso, força maior, os valores indenizatórios diminuem bastante. Seu contador poderá informa-lo dos valores precisos.

5. NEGOCIAR PAGAMENTOS

Liste todos os pagamentos a realizar a fornecedores. Analise qual deles pode ser postergado sem prejudicar o relacionamento. Por exemplo: fornecedor habitual deve ser tratado como parceiro, já o fornecedor eventual ou pontual não há muito o que se perder no relacionamento em caso de rompimento na negociação.

Por exemplo, no segmento metalúrgico, as empresas automobilísticas pararam e toda sua cadeia veio parando atrás deles e impondo prazos de até 120 dias de postergação dos títulos referentes às mercadorias já entregues.

Algumas empresas simplesmente enviaram um email/carta informando da postergação dos títulos, o que acho bastante desagradável.

O ideal é ligar para cada empresa e conversar, explicando a situação. Sempre quem entende e entra na parceria para resolver e outro tanto que se posta intransigente, mas continua sendo melhor ligar e falar.

Para os fornecedores eventuais e pontuais pode ser enviado um comunicado por email, mas os habituais/parceiros é imprescindível ligar, explicar e negociar.

Exemplo de Tabela Comercial

Tabela Comercial

Tabela Comercial

Share this article

Deixe uma resposta