Códigos NCM e o Leão

by Luis A. Luize

Antigamente, emitia-se uma Nota Fiscal com o bloco ou em formulário contínuo e ao final do mês a contabilidade (em grandes empresas) ou o contador (micro, pequenas e médias empresas) resolviam antes de enviar os dados ao fisco.

Com a advento das transações eletrônicas com o fisco, não tem havido muito espaço para enganos. Para poder comprar e vender é preciso cadastrar os itens da nota. Para isso foram criados códigos que definem as alíquotas de impostos e outras questões de tributos. Um deles é o NCM, que define as alíquotas de imposto do item.

Ao vender, é preciso informar o NCM correto, para pagar o imposto correto. Parece simples, mas ocorre que as alíquotas podem ser modificadas pelo fisco periodicamente ou conforme sua necessidade.

Com isso, os cadastros podem ficar errados e como resultado o cliente poderá estar pagando mais ou menos imposto.

Isso mesmo!

Um sistema que estava corretamente parametrizado passa a estar desatualizado de um mês para o outro.

O cliente lojista ou comerciante, pode pensar que ao enviar seus dados de faturamento ao contador, este irá resolver estas questões. Isso não é verdade.

A grande maioria dos contadores apenas faz a contabilidade baseado nos dados de vendas passados pelo seu cliente, ele não faz nenhuma consistência para saber se foram usados os códigos corretos.

Como consequência os impostos podem estar sendo recolhidos de forma incorreta.

Só há uma maneira de resolver isso, verificar periodicamente a consistência dos dados através de uma Assessoria Tributária.

A Luize Consulting oferece esse serviço aos empresários para que possam deitar a cabeça no travesseiro e dormir bem!

 

 

 

Share this article

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *